domingo, 8 de novembro de 2009

Abandonada na areia



Encontrei-a abandonada na areia
Murcha já quase sem vida
Foi arrastada pelo mar, pelas ondas
Coberta de areia e sal, perdida

Alguém a ofereceu com amor
No entanto foi assim acabar desprezada
Um coração partido, dor e sofrimento
Algo que partilho nesta hora de tormento

Sem comentários: